O funil de vendas é uma excelente ferramenta para ajudá-lo a conhecer a jornada de compra dos clientes do seu negócio. Ao descobrir esses dados, você terá informações valiosas para se relacionar melhor com os consumidores em cada estágio e potencializar os seus resultados. Neste artigo, nós da MKart Agência de SEO vamos ensinar o conceito de funil de vendas, mostrar quais são os seus benefícios e apresentar as melhores estratégias para colocá-lo em prática agora mesmo. 

Afinal, o que é um funil de vendas? 

O funil de vendas é um dos conceitos mais importantes do marketing. Esse tipo de estratégia é fundamental para mostrar em qual momento da jornada o cliente entrou em contato com o seu negócio até a finalização da venda. Em algumas empresas, esse caminho se estende até o pós – venda. Na prática, esse é o percurso que o consumidor faz até concluir a compra com a sua loja ou empresa. O funil de vendas permite que você conduz e acompanha o seu cliente assim que ele conhece quais são as soluções que o seu negócio tem a oferecê-lo. 

O funil de vendas é dividido em três estágios para identificarmos com mais clareza em qual local está situado o cliente. Eles são conhecidos como topo, meio e fundo de funil. Se você quiser entender um pouco mais o conceito, o especialista em marketing digital e vendas online Alex Vargas te explica em detalhes o que é funil de vendas, acesse para saber mais.

Como funciona o funil de vendas? 

Os estágios do funil de vendas têm as suas características. Portanto, é fundamental descobrir cada uma para acertar em suas estratégias de marketing. 

Topo de funil 

A primeira etapa é o topo do funil, conhecido também como tomada da consciência. Nela, o consumidor ainda não identificou um problema. Então, você deve compartilhar informações para que ele conheça o seu cenário atual. Aqui, a sua missão é fazer com que o leitor aumente a sua curiosidade sobre os temas que têm ligação ao problema. Esse processo deve ocorrer até que o cliente entenda quais são as suas dores e tenha entusiasmo para buscar outras alternativas. Dessa forma, ela estará na etapa seguinte do funil. 

Meio de funil 

Neste momento, o seu cliente já identificou que tem um problema. Agora, o principal desafio do consumidor é buscar uma forma de solucioná-lo. Aqui, o cliente está em dúvida. Ele não sabe qual o caminho deve seguir e precisa de ajuda para tomar uma decisão. O papel da sua empresa é qualificá-lo para descobrir se ele está preparado para o seu produto ou serviço, isto é: se tem capacidade para investir tempo e dinheiro na ferramenta. Um bom profissional de marketing não pode ser invasivo. Ele deve aceitar o tempo de busca do cliente. Por outro lado, deve-se entender o momento exato de acelerar o processo. O velho e bom ‘senso de urgência’ é ideal para fazer com que o cliente resolva o problema mais rápido. Em sua estratégia, você deve apresentar ao consumidor quais são as consequências negativas que ela terá caso não escolha a sua solução. 

Se estiver com dificuldades de encontrar bons argumentos, use os números ao seu favor. Busque dados que comprovam o quanto o seu serviço já ajudou milhares de pessoa. 

No meio do funil, é possível mostrar ao leitor quais são os benefícios que ele terá ao contratar a sua empresa. 

Fundo do funil 

A última etapa do nosso estágio é conhecido como fundo do funil ou fechamento de compra. Nela, você deve usar todos os seus poderes de convencimento e persuasão para atrair os clientes. O fundo de funil é o momento ideal para mostrar todas as vantagens do seu negócio. Vale também fazer um comparativo com as outras opções disponíveis no mercado.  Os clientes também gostam de consumir conteúdos em outros formatos para entender como funciona a sua empresa. Então, vale apostar em gráficos e vídeos para surpreender o público.

Você pode ser direto. Afinal, o cliente já decidiu a solução e agora falta apenas definir qual a empresa é a melhor do mercado.

É fundamental entender o conceito das três etapas para que você crie estratégias mais assertivas para o seu negócio. 

Por que o funil de vendas é importante? 

Existem diversos motivos pelos quais a sua empresa deve investir em um funil de vendas.

Vamos enumerar quais são os mais importantes. 

Ajuda na previsibilidade dos resultados 

Uma das vantagens do funil de vendas é que eles permite que você ou a sua equipe tenha previsibilidade com os resultados. Para se ter uma ideia, ele ajuda a entender quantos consumidores o seu negócio deve ter no topo do funil para transformá-los em clientes assim que o processo terminar. Diante desse cenário, é mais fácil identificar quais são os times de marketing que vão cumprir os objetivos e em quanto tempo será necessário alcançá-los. 

Aumenta a performance do time 

É impressionante o quanto o funil de vendas aumenta a produtividade dos colaboradores de uma empresa. Ele ajuda a avaliar a produtividade do seu time de vendas e da equipe de marketing. Sendo assim, você pode identificar quais são os maiores gargalos e o progresso de cada um. Geralmente, os colaboradores aumentam a sua produtividade a partir do momento em que eles sabem que estão sendo acompanhados pelas empresas. Afinal, todos querem mostrar o trabalho para garantir uma promoção e um bônus no final do mês, não é mesmo? 

Gera novas oportunidades para o negócio 

O funil de vendas é capaz de aperfeiçoar as oportunidades que são geradas para o seu negócio. O funil monitora cada negociação em tempo real. Então, você consegue descobrir se um cliente está próximo de fechar a compra ou não. Assim, será mais tranquilo planejar estratégias de marketing para aumentar as chances de negociação. 

Absorve informações valiosas sobre os clientes 

O mais interessante é que o funil de vendas traz ótimos dados sobre os seus consumidores. Essas informações ajudam a traçar novas ideias para potencializar os serviços ou produtos do seu negócio. Sem dúvidas, será mais fácil fidelizar e atrair novos consumidores. O funil de vendas é ideal para qualquer tipo de negócio. Em um primeiro momento, ele pode parecer complicado. No entanto, perceberá que a ferramenta é mais simples do que parece. 

Como implementar o funil de vendas? 

Agora que você já sabe o que é funil de vendas, como funciona e quais são os seus benefícios, que tal implementá-lo em sua empresa. Ele é produzido com mais frequência pelo time de marketing. Porém, você poderá incluí-lo em sua rotina com as nossas dicas. Dúvida? Então continue com a leitura e aprenda agora mesmo como montar o seu funil de vendas. 

Monitore a jornada de compra 

O primeiro passo para montar o seu funil de vendas é mapear a jornada de compra do seu consumidor. Ou seja: você deve conhecer como é o seu comportamento, seus objetivos, dores, dificuldades, entre outras questões. Esse procedimento é bem tranquilo. Se você já tem muitos clientes em sua empresa, basta mapeá-los fazendo a pesquisa que é utilizada para descobrir a persona de um negócio. Você deve fazer várias perguntas aos seus clientes para conhecer qual é o perfil ideal para a sua empresa, quais são as suas dificuldades e motivos pelos quais compra um produto ou serviço. Não existe um número exato de clientes para entrevistar. O mais importante é conversar com várias pessoas para tirar conclusões mais assertivas. A pesquisa pode ser feita presencialmente, por meio do site ou as redes sociais da sua empresa. 

Crie os milestones

Não basta conhecer a jornada de compra do seu consumidor. Você deve definir os milestonesEles são marcos que sinalizam se um consumidor está mais avançado ou necessita de mais conteúdos para descobrir outras informações acerca do seu produto ou serviço. As milestones ajudam a descobrir se o consumidor está no topo, meio ou fundo de funil. Além disso, permite entender quais são as melhores ferramentas que você deve usar para avançá-lo de etapa. 

Defina um SLA 

Grande parte das empresas tem dificuldades para fazer um SLA entre vendas e Marketing. Esse documento é essencial para descobrir como os times podem ajudar um ao outro a bater metas. 

Faça uma estratégia de conteúdo 

O funil de vendas também necessita de uma estratégia de conteúdo bem definida. 

  • Topo de funil: posts de blog; infográficos; podcasts; newsletters; postagens em redes sociais e imagens; 
  • Meio de funil: posts de blog; e-book. 
  • Fundo de funil: cases de sucesso; webinars e demos; 

Um bom resultado com funil de vendas depende da forma como você entendeu os conceitos de cada termo. 

Outra dica fundamental é monitorar as etapas do funil de vendas para acompanhar quais foram as ações que deram resultados e quais foram aquelas que merecem seguir outro caminho. 

Um funil de vendas deve ser aplicado imediatamente para que você conheça o cliente do seu negócio. No mercado, é possível encontrar ferramentas que facilitam o processo. Então, não perca mais tempo e melhore os resultados do seu negócio agora mesmo. 

WhatsApp Chat
Enviar Mensagem